Dayse Cristina Oliveira Melo | Comportamento

Armazenamento do Leite Materno

Confira as dicas da consultora Dayse Melo

Publicado em 20/10/2017

Dayse Cristina Oliveira Melo

Dayse Cristina Oliveira Melo - Comportamento

Colunista
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Armazenamento do Leite Materno

O leite materno pode ser extraído manualmente ou com o uso de bombas, que podem ser automáticas ou manuais.


Para a extração, é sempre importante avaliar dor nas mamas e no mamilo. Cada pessoa tem um limiar de dor.


O armazenamento deve ser feito em recipiente próprio ou destinado apenas para esse fim. Potes de vidro com tampas plásticas são os mais indicados, bem como, os saquinhos comercializados por várias empresas.


Os potes devem ser esterilizados em aparelhos próprios utilizados para esterilização de mamadeiras entre outros utensílios, ou também em água fervente por 10 minutos, totalmente imersos na água. Não podem ser secos com panos ou papel toalha, devem secar ao ar livre. Recomenda-se que sejam guardados em uma caixa plástica, própria para guardar os itens esterilizados.


Para a extração recomendamos:


- prender os cabelos e retirar adornos como anéis;

 

- assepsia das mãos e antebraços;

 

- massagear as mamas manualmente ou com o uso da função massagem da bomba;

 

- extrair.

 

O leite extraído deve ir para o pote ou saquinho recomendado com data e horário da extração.


O armazenamento pode ser:


- no congelador por 15 dias ou;


- na geladeira por 12 horas.


Observação importante para as mamães: Nunca colocar o leite na porta da geladeira.


O descongelamento do Leite Materno deve ser feito em Banho Maria. Importante observar a data de uso segundo ordem de registro nos potes.


O leite materno não deve ser descongelado no micro-ondas, pois o aquecimento não é uniforme.


As mamães que fizerem as extrações no trabalho devem transportá-lo em bolsas térmicas.


Uma boa rotina de extração, armazenamento e oferta do leite materno deve ser elaborada por um profissional especializado, que observará a quantidade que o seu filho precisa e como serão feitas as extrações.


Converse conosco pelas nossas redes sociais e nos conte a sua experiência de extração de leite materno. @amamaenasceuassessoria e @somosmaesdeprimeiraviagem

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus

Sobre o colunista

Dayse Cristina Oliveira Melo

Consultora Materna Especialista em Aleitamento Materno
Consultora do Sono Infantil 
Proprietária da A Mamãe Nasceu Assessoria
Mãe do Henri e esposa do Carlos