Mães & Filhos | NOTÍCIA

Alergias respiratórias aumentam no inverno

Confira algumas dicas para amenizar o problema.

Publicado em 20/07/2017

Redação

Redação - Conteúdo Somos Mães Agência Digital

Somos Mães de Primeira Viagem
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Alergias respiratórias aumentam no inverno

As crianças com alergias respiratórias, como asma e rinite, podem sofrer com as crises o ano todo, mas durante o inverno acabam tendo um aumento dos sintomas. 

 
Nesse período, a oscilação frequente de temperatura e o clima seco contribuem para o aumento de poluição e ácaros, o gatilho perfeito para a maior incidência de espirros, coceiras, coriza e falta de ar. Por isso, é importante o controle do ambiente. 
 
 
Para a pediatra, Maria Júlia Carvalho, manter a casa arejada e limpa é essencial. Além disso é preciso retirar objetos que possam acumular pó, como bichinhos de pelúcia, tapetes, cortinas, protetor de berço e almofadas, locais em que os ácaros (grande causador das alergias respiratórias) costumam se fixar. “E de preferência, colchões e travesseiros devem ser forrados com materiais impermeáveis”, explica.
 
 
Confira alguns cuidados que podem ajudar a diminuir as crises alérgicas, segundo a especialista:
 

- Não fumar e não permitir que fumem dentro de casa, pois a fumaça de cigarro é irritativa para as vias respiratórias;

 

- Nesta época de clima mais seco, pode-se umidificar os ambientes nos quais a criança passa  maior tempo, para amenizar possíveis irritações de pele e mucosas;

 

- Realizar lavagem nasal com soro fisiológico, pois ajuda a umedecer as vias aéreas superiores, auxilia na higiene nasal com remoção de secreções acumuladas e diminui a fixação viral na mucosa.  

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus