Mães & Filhos | NOTÍCIA

Meu bebê está com tosse, e agora?

Como tratar esse incômodo.

Publicado em 09/08/2017

Marcela Lima

Marcela Lima - Conteúdo Somos Mães Agência Digital

Somos Mães de Primeira Viagem
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Meu bebê está com tosse, e agora?
Quando um bebê chega na vida de um casal é normal que os pais se preocupem com qualquer coisinha diferente do normal que a criança apresente. Essa insegurança e medo fazem parte de ser mamãe. Mas e quando se trata da tosse? Esse incômodo pode aparecer em qualquer fase da vida do bebê, então, o que precisa ser feito?
 
A tosse pode se manifestar por vários motivos, como resfriado, bronquite, coqueluche, alergia, asma, agentes irritantes no ambiente, pneumonia, laringite ou refluxo. Esses podem ser os causadores principais da tosse em bebês. 
 
A Dra. Julia Borten, neonatologista do Hospital e Maternidade Santa Joana, explica que a tosse ajuda a limpar o organismo: "A tosse é um mecanismo de defesa das vias aéreas e pode ser causada por vários fatores, tais como infecções virais ou bacterianas, asma, alergias, etc. Apesar de ser bastante incômodo para os pais ouvirem seu filho tossir, isso ajuda a limpar o muco que esta obstruindo as vias aéreas."
 
O melhor a se fazer é levar seu filho a um especialista, principalmente se a tosse permanecer por mais de uma semana, assim ele vai receber o tratamento necessário: "O mais importante é diagnosticarmos a causa da tosse. Depois disso, o pediatra de seu filho orientará o tratamento" explica Julia.
 
Todo incômodo que o seu bebê apresentar é preciso observar com cautela. A tosse pode ser, sim, o sinal de alguma coisa mais grave: "Geralmente, a criança tosse quando está gripada. Se ela se alimenta, bebe líquidos e está respirando normalmente, sem chiado no peito, usualmente não precisamos nos preocupar. Mas se a tosse vier acompanhada de febre, falta de ar, rouquidão, cansaço ou está piorando com o passar dos dias é necessário consultar seu pediatra", alerta Julia. 
 
Dicas da neonatologista para amenizar a tosse:
 
- Hidratar bastante: oferecer seio materno para quem ainda mama. Ou oferecer água para as crianças acima de 6 meses;
 
- Manter a cavidade nasal limpa: soro fisiológico 0,9%, lavar o nariz várias vezes ao dia para ajudar a fluidificar e remover as secreções. Aspirar o nariz com um sugador nasal também pode ajudar. Existem vários dispositivos no mercado; 
 
- Fazer inalação com soro fisiológico; 
 
- Medicamentos como xaropes expectorantes só devem ser usados com prescrição médica, pois podem mascarar uma doença mais grave. 
 
É importante fazer uma ressalva: nunca dê medicamentos para o seu filho sem prescrição médica e qualquer tipo de incômodo que prevalecer por mais de uma semana deve ser avaliado por um médico.
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus